segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Magia: Início



"Os antigos acreditavam no poder dos homens e que através de magia eles poderiam comandar os deuses. Assim, os deuses são, na verdade, os poderes ocultos e latentes na natureza."  - Excerto do artigo da Wikipédia denominado Magia.




...Se a primeira fase da Humanidade, em termos de amadurecimento espiritual, foi a fase mágica, não quer dizer que as práticas mágicas se tenham extinguido. Longe disso.




Genericamente, a magia é a crença de que os fenómenos da Natureza podem ser alterados por acções humanas. Os sacerdotes primitivos procediam a rituais visando obter determinados efeitos, apelando para isso ao que julgavam ser deuses particulares que presidiam a cada fenómeno natural. Havia rituais para fazer chover, para pedir boas colheitas, para atrair a paz e para solicitar ajuda para vencer inimigos.




Entendidas desta forma, tais práticas mágicas ainda subsistem, quer no seio de comunidades humanas que cultivam as religiões mágicas, quer no seio de sociedades monoteístas (que admitem a existência do Deus Único).
A criança que atira o dente que caiu para o telhado, dizendo "dentinho, dentão, toma lá o podre, dá-me cá o são", procede a um acto mágico. Obviamente sem qualquer resultado prático, mas ainda assim uma tradição com graça - noutros países há a Fada dos Dentes...
Na nossa opinião, enquanto espíritas, as práticas mágicas não têm quaisquer resultados práticos. São crendices ancestrais que contrariam a Ciência e a Razão. No entanto, vigora ainda um temor ancestral em relação a estas.
É a pessoa a quem avisam de que pode ter sido vítima de uma "magia de amarração". É a pessoa a quem avisam de que pode estar a ser vítima de "magia negra" (possivelmente com bonequinhos de voodoo crivados de alfinetes), é a pessoa que tenta melhorar a sua vida financeira fazendo uma "magia de negócios", e por aí fora...
Os magos actuais usam telemóvel, deslocam-se em automóveis velozes, anunciam nos jornais e na internet. Anunciam que "amarram" pessoas e as juntam com quem as quer para companheiras, prometem sucesso nos negócios e, nos casos mais lamentáveis de ausência de sentido moral, afiançam ser capazes de prejudicar terceiros.
Segundo o prospecto de um conhecido mago, este afirma que "ajudou muitas pessoas em todo o mundo em casos de: Amor, Recuperação de Empresas, Inveja, Mau Olhado, Falta de Sorte, Grandes Problemas Financeiros, Problemas Judiciais, Falta de Confiança em Si próprio, Doenças Espirituais, Dificuldade em Engravidar, Impotência Sexual, Problemas com Álcool e Drogas, Falta de Vitalidade e outros casos sem explicação."
O sistema de cobrança varia. Há os que pedem sem pudor as elevadas quantias com que se fazem pagar, como há os que afirmam não cobrar nada - apenas as despesas com as "matérias-primas", que, no caso do mago acima citado, costumam ser "cabras para sacrificar".

Claro que ele não sacrifica quaisquer cabras - e ainda bem. Sacrifica a carteira dos crédulos que em situação de fragilidade psicológica, acreditam poder resolver problemas graves com o recurso a prática pré-históricas, sem cabimento nos dias que correm.
Os tratantes estão sempre protegidos. Quem foi enganado não os denuncia às autoridades porque tem vergonha de ter sido tão grosseiramente enganado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...