sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Refletir sobre alguns conceitos...

O conceito de religiões nos dias atuais foge do seu objetivo que é  levar o ser ao Criador. Podemos ver hoje, um cenário de disputa por fiéis, onde tudo vale para ter mais seguidores. Nesse contexto estão as famosas frases: " Você está com demônio no corpo por ser vítima de magia negra, feitiçaria, nesse caso somente o desmanche disso e daquilo para resolver seu problema e vai lhe custar X", coisa de pais e mães de encostos,  frases que deixam claro que o negócio "lá em cima" gira em torno da troca e do dinheiro.

Nas igrejas as coisas não estão longe - "Você precisa de oração, venha participar das nossas correntes de orações", corrente disso e corrente daquilo," foi Deus que lhe trouxe aqui" - delegando responsabilidade a uma pessoa que se diz ser Homem de Deus, tratando-o como o meu Deus... será?

"Orixá tal está brigando pela sua coroa", para resolver isso precisa de "N" trabalhos e demais práticas da filosofia do  medo com que tratam os Orixás a um custo muito abusivo, onde a coroa nunca mostra um rei ou rainha, mas sempre alguém mal informado menciona isso, ou seja, não passa de um manipulador.


Ainda se deseja assumir sua incapacidade de conseguir algo na vida ou apenas se organizar nela, busque por um trabalhinho de "pais e mãe de postes" - existe um bem próximo da sua casa, com um anúncio de promessas colado a um poste.


Inúmeros são os exemplos que diariamente como os citados a cima nos mostra como é vago para muitas pessoas o conceito de RELIGIÃO e DEUS.


O propósito de renovação apresentado por Jesus ia e vai muito além dos templos, catedrais ou terreiros, onde na maioria das vezes imperam o orgulho, a ganância e a vaidade humana.


Hoje, vivemos em um clima competitivo de fé e por isso as religiões ao invés de se aproximar de Deus, se afastam dele com teorias das penas eternas no "limbo do inferno", sendo que poderiam aplicar a filosofia do perdão.


Atribuímos as Divindades seja ela de qualquer credo religioso, as responsabilidade de mudarem nossa vida e nosso destino, sendo que cada um é responsável pelos seus atos e   nenhuma Divindade carrega seus atos nas costas, o fundamento religioso não é pra isso.


Não podemos esquecer da regra básica da "demanada", que tudo que ocorre de errado em nossa vida é fruto de ataques dos inimigos. Mas esquecendo da lei de causa e efeito tão pouca estudada e valorizada.


Vemos também as apostas com Deus, com Santos e Orixás, o cenário religioso é tão competitivo que todos lutam para serem dentro de sua fé melhores que estes ou aqueles, mas será essa a proposta de Deus?


Será que esta é a função da religiões?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...