terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Como Reconhecer uma Fascinação

Normalmente o médium fascinado tende a se apresentar como alguém especial, pra dar mais “validade” as informações que ele traz. Seja como alguém que pertence a uma “casta especial” de guerreiros invencíveis da luz do universo, seja como um dos maiores magos negros de todos os tempos, seja como um ex faraó e o caso mais comum: como um ex ápostoloA quantidade de gente do meio espiritualista que acha que foi Pedro, Paulo ou outro dos apóstolos é realmente preocupante.

Nos textos de um médium fascinado é facilmente observada uma grande carga de ego, ou seja, o texto ou mensagem não tem como objetivo principal trazer alguma mensagem edificadora (mesmo que traga em poucas linhas ou ainda cercada de alguns sofismas, ou seja, verdades envoltas a pequenas mentiras)mas tem como objetivo primordial exaltar a pseudo-força espiritual do médium, o colocando como alguém superior, como o salvador, aquele que tem o conhecimento pra “salvar” os seus “seguidores”. 

Sempre que leio algum médium, sobretudo aqueles conhecidos pelos relatos de viagens astrais, falarem que derrotaram falanges de milhares de magos negros ou centenas de dragões tão somente levantando as mãos ou se apresentando como membros importantes de exércitos de “exús” (os guardiões), fica fácil perceber como tem médium e canalizador presa fácil da própria vaidade e do próprio ego. 

Grandes médiuns, no sentido moral (que é o verdadeiramente importante) jamais se apresentarão como algum figurão do passado, mesmo que tenham sido. Um dos casos mais célebres e conhecido por poucos, que foram pesquisar as informações de Emmanuel nos registros akáshicos, é que Chico Xavier não foi na época de Jesus uma menina leprosa. Aliás, o apóstolo da caridade nascido no Brasil sempre fez questão de se apresentar de forma humilde, ocupando seu tempo em divulgar a doutrina da caridade e não em chamar os holofotes para a própria personalidade.

Outras idéias estranhas são facilmente percebidas em textos de médiuns/ canalizadores fascinados: destruição completa do planeta Terra, resgates em massa por naves extraterrestres após essa suposta destruição e o pior de tudo: que a próxima geração ou “raça” (uns falam em quinta, sexta, sétima raça que o parta) será de homens brancos, altos, esguios, com a “desculpa” de que esse é o tipo de “raça” que existe em outro planeta. Essas idéias de uma próxima raça, somente composta por brancos de olho claro lembra muito um triste período da historia da humanidade chamado nazismo. Aliás, o próprio discurso é bem semelhante: é preciso destruir toda a Terra para que então venha a “raça superior” que curiosamente tem características bem semelhantes a “raça superior” que Hitler apregoava, ou seja, é um verdadeiro absurdo. Essas idéias estão claramente vindas de magos negros que as usam sob uma nova roupagem de “ETs salvadores”, “destruição do globo” e “raça superior branca vinda de outro mundo” pra que essas velhas idéias horrendas sejam aceitas no meio espiritualista e por canalizadores/médiuns desavisados.

Outra questão é sobre os mestres ascensos. Sem dúvida existem, assim como possuem outros nomes, como mentores, espíritos de luz, enfim, a classe de espíritos de moral superior que se preocupa em auxiliar a Terra. Mas será que a maioria deles se apresentaria como pessoas brancas de olhos claros? A grande maioria das pinturas e gravuras sobre mestres ascensos, mais de 90% mostra sempre o mesmo padrão: seres alvos, altos, de olhos claros. Inclusive se observarmos algumas figuras desses mestres veremos que apresentam um olhar estranho, uma aparência que não mostra amor, bondade, porque simplesmente muitos desses espíritos que se apresentaram como mestres eram na verdade magos das trevas travestidos de anjos de luz. Podemos observar isso pelas expressões abaixo:




Reparem bem nesse suposto retrato do mestre ascenso Seraphis Bay ( digo suposto, pois certamente não é ele que apareceu pro médium  que desenhou essa figura). Reparem na expressão, no olhar, até certo ponto malicioso. O espírito que aí se manifestou não é um mestre ascenso, mas claramente um mago das trevas matreiro travestido de espírito de luz. Outro exemplo:

O que dizer do olhar "vidrado" do terceiro no canto superior direito? Esse tipo de olhar é técnica das mais rasteiras utilizadas por aprendizes e asseclas de magos das trevas para tentar emanar pulsos hipnóticos através do olhar visando alienar os mais incautos. Essas sete criaturas aí retratadas podem ser qualquer coisa, menos espíritos de luz.

Normalmente um espírito de luz se manifesta pra médiuns videntes em formas simples, seja a de um idoso com roupas simples, a de um homem comum com trajes simples, um preto velho. Essas aparições em massa de pessoas altas, de olhos claros é claramente a tentativa de implantar no inconsciente das pessoas que ser alto, de pele e olhos claros é sinônimo de evolução; estão totalmente erradas.

De posse dessas informações, possamos todos nós analisar com muito critério cada texto mediúnico, cada relato ou cada canalização, observando se existem esses padrões, pois é somente exercendo um filtro individual que cada um poderá reter o que é bom e descartar as informações que não trazem utilidade, até porque uma das técnicas mais comuns dos magos negros é utilizar sofismas, ou seja, trazer várias pequenas mentiras no meio de grandes verdades. Muita atenção e análise profunda e racional, de qualquer texto que for apresentado, pois nenhum médium ou canalizador está livre da possibilidade de um dia sucumbir ao próprio ego e a própria vaidade, comprometendo assim a missão a ele confiada.






Fonte: José Alencastro

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...